Colaboradora da FHSTE tem trabalho aprovado no VI Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas (09/09/13)

A colaboradora da Fundação Hospitalar Santa Terezinha de Erechim, Silvane Maria Caldart teve o trabalho “Novas práticas acolhedoras no Hospital Santa Terezinha de Erechim” aprovado no VI Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde para publicações nos anais do evento que acontece em novembro, promovido pelo ABRASCO e Universidade do Rio de Janeiro.

Silvane destaca que a práticas envolvem a macrorregião norte do Estado, pois quando falamos que o hospital é referência regional, significa uma forma de organização do Sistema de Saúde, com base territorial e populacional que promova a igualdade de acesso, qualidade e racionalização de gastos.

“As novas práticas acolhedoras contemplam a facilidade de acesso nos horários de visitas, pois entende-se que atendemos toda a região e a cidade de Erechim e as dificuldades de acesso são maiores, portanto dispomos de 2 horários de visita, tarde e noite e também 2 horários para UTI’s, e flexibilidade na troca de acompanhantes, desta forma o Hospital mantém ativa a responsabilização dos familiares em relação ao paciente” ressalta Silvane.

No dispositivo ambiência, foram colocados bancos, mesinhas de cimento e também um parquinho infantil, proporcionando momentos de descontração localizado no pátio interno. Renovou-se o Grupo de Trabalho em Humanização (GTH) com encontros mensais e aberto a qualquer funcionário que quiser participar, pois além de aproximar as pessoas possibilita construir propostas coletivas.

Sob a responsabilidade do GTH, encontra-se a Sala de Convivência, sob os cuidados de uma recreacionista, propõe várias atividades diárias para crianças, pacientes, familiares, tais como, hora do conto, teatro, sessões de cinema, auxílio nas tarefas escolares, jogos diversos, trabalhos educativos com dentistas, trabalhos manuais com o apoio de voluntárias. O objetivo principal é amenizar o sofrimento psíquico quase que inevitável devido ao processo de hospitalização.

Também foi instituído no Pronto Socorro, acolhimento com classificação de risco, ao chegar ao PS o usuário preenche uma ficha na recepção e é encaminhado para o acolhimento que será realizado por um profissional que preencherá a anamnese e verificação dos sinais vitais que conforme o grau de urgência será atendido.
54.3520 2100 FHSTE
Rua Itália 919 . Centro . Erechim.RS
CEP: 99700-000
INSTALAÇÕES
ver todas